10 formas de ter ideias para startups!

By Comunicacão FAPPES 1 semana ago

Segundo Paul Graham, um programador que lançou a Viaweb — primeira companhia de Software as a Service —, a melhor maneira de ter ideias para startups é perguntar a si mesmo “o que você gostaria que alguém tivesse feito para você?”. Ele ainda explica que há dois tipos de ideias: aquelas que surgem naturalmente em sua vida e as que você decide que são necessárias para algumas pessoas.

Por exemplo: a Apple foi um tipo de ideia de startup. Ela surgiu porque Steve Wozniak queria um computador e sabia como fazê-lo. O item chamou a atenção de inúmeras pessoas que gostaram da tecnologia, mas não sabiam desenvolvê-la. Outro modelo foi a criação da Viaweb. Seus idealizadores, como o próprio Paul Graham, criaram um software para lojas online porque perceberam que haveria um mercado para o produto.

Geralmente, as ideias que surgem naturalmente são aquelas que têm mais chance de conquistar o mercado. Porém, é preciso experiência para compreender o que outras pessoas vão gostar de utilizar.

Então, você deve estar se perguntando: como ter boas ideias para startups? Nós preparamos dicas incríveis para você! Continue a leitura e comece a planejar o seu negócio ainda hoje!

1. Saia do piloto automático e preste atenção ao seu redor

Fique atento(a) aos problemas do dia-a-dia e aos processos ineficientes nas organizações. Geralmente, as pessoas só costumam reclamar e não fazem nada a respeito. Todavia, muitas vezes esses obstáculos podem ser resolvidos, e você pode ter a ideia certa para isso.

Para tanto, crie uma lista em seu celular para anotar as situações que você observa ao seu redor. Quando você tiver tempo, poderá analisar essas informações e refletir quais delas podem ser uma oportunidade de negócio.

2. Leia muito e assista a filmes de ficção

Elon Musk, CEO da Tesla, costuma atribuir suas inspirações aos livros e filmes de ficção científica, pois eles possuem uma visão audaciosa do futuro. Mesmo que alguns conceitos pareçam irreais para o atual contexto, as ideias podem ser úteis para o desenvolvimento da tecnologia. Então, por que não aproveitar para se inspirar em algumas ideias?

3. Teste situações novas e observe outras startups

Realize novos projetos, planeje uma viagem, escolha um novo hobby ou participe de grupos de atividades. Ao se expor a diferentes situações, você passará a encarar novos problemas e ter a chance de encontrar soluções para eles.

A exploração de novas situações pode ser a chave para deixar a mente mais criativa. Se você observar startups de sucesso, perceberá que muitas delas começaram para resolver problemas de determinado nicho de mercado. Por exemplo: a Stitch Fix soluciona situações no mundo da moda, e a Soylent disponibiliza comida no estilo “café da manhã em uma garrafa”.

Sendo assim, quanto mais você observar o mundo ao seu redor e sair da zona de conforto, mais chances terá de encontrar ideias para startups.

4. Faça sessões de brainstorm

Converse com pessoas, demonstre curiosidade e empatia. Procure saber mais sobre a vida pessoal delas, suas paixões e problemas que enfrentam diariamente. Ao conhecer e compartilhar informações com outras pessoas você poderá fazer novas conexões.

Depois de fazer interações, procure encontrar um tempo para pensar sobre tudo que ouviu. A partir dessa análise, seu cérebro será capaz de conectar informações e apresentar novas possibilidades.

5. Conheça métodos como o Business Model Generation

Leia o livro “Business Model Gereration” e compreenda como visionários/visionárias do mundo conseguiram desenvolver seus negócios. Esse método ensina como criar uma estratégia que fará você sair na frente de seus/suas concorrentes. O material apresenta poderosas ideias e ferramentas que auxiliam na interpretação das situações.

Um dos exemplos é o modelo Canvas. Ele auxilia você a entender como descrever projetos, planejá-los e encarar os desafios. Durante a execução da ideia, você compreenderá melhor seus consumidores, parceiros e custos do negócio. Esse é um novo modelo que valoriza a criação.

6. Fique de olho nas tendências

Preste atenção ao que as indústrias e demais mercados estão interessados. Geralmente, eles já estão acompanhando as novas tendências e podem dar um direcionamento sobre as necessidades do futuro. Observe o mundo ao seu redor para ter boas fontes de inspiração.

E lembre-se: muitas vezes, o que parece impossível pode se transformar em uma oportunidade de negócio. Por exemplo: o primeiro iPhone surgiu apenas em 2007, com algumas das funcionalidades que ele tem hoje. O primeiro celular do mundo foi lançado há pouco mais de 30 anos e sua única função era fazer ligações. Quem iria imaginar, naquela época, que um smartphone teria tantas funcionalidades?

7. Acompanhe palestras e entrevistas

Procure assistir, com certa frequência, às palestras no TED Talk, entrevistas no Mixergy e em sites nacionais como Endeavor. Esses canais oferecem dicas de empreendedores/empreendedoras que também tiveram que passar por desafios para obterem resultados nas empresas. Um dos vídeos, por exemplo, explica como um videogame pode ajudar a construir cidades. Então, quem sabe não surgem ideias para startups a partir desses vídeos?

8. Analise e melhore processos

Procure observar os processos realizados dentro das instituições de ensino, empresas, comércios e demais setores. Muitas vezes, o empreendedorismo surgirá de uma ideia que pode trazer um benefício social ao contribuir para divulgar conhecimento, resolver problemas regionais ou auxiliar em atividades do dia a dia das pessoas como: economizar dinheiro, fazer aquisição de determinado produto, entre outros.

9. Monitore sites de pesquisa

Acompanhe sites de pesquisa como OLX e Craiglist. Eles não possuem apenas produtos para serem vendidos, mas serviços e soluções que as pessoas estão buscando. Você poderá ter insights valiosos a partir dessas plataformas.

10. Dê o primeiro passo

Depois de realizar esses processos, provavelmente você terá algumas ideias para startups. Então, é hora de filtrar as melhores opções e começar a colocá-las em prática. No Vale do Silício, uma expressão é muito conhecida pelas pessoas: “a execução vale muito mais que uma ideia”.

Procure parceiros/parceiras de confiança para tirar a ideia do papel e dar continuidade ao projeto. Você também pode participar de encontros e eventos de startups para compartilhar a iniciativa. Enfim, há muitas maneiras de estimular a criatividade para ter ideias para startups.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe este post nas redes sociais e incentive outras pessoas a buscarem soluções para novos negócios!

 

Category:
  Empreendedorismo

Comente

Your email address will not be published.