Como Funciona o Conceito de Lean Startup

By Juliana Batista 2 anos ago

Quem está começando um novo negócio ou desenvolvendo um novo produto ou serviço dentro de uma organização reconhece a importância de buscar soluções inovadoras rapidamente de forma constante e eficiente, seja para otimizar um processo já existente, atender uma necessidade do consumidor ou mesmo evitar que a concorrência lance a ideia antes. Partindo dessa visão, o conceito de Lean Startup surge nos Estados Unidos com o empreendedor do Vale do Silício Eric Ries como uma metodologia para alocar recursos de forma enxuta atingindo resultados mais precisos.

Os métodos para desenvolvimento de produto sugeridos pelo Lean Startup são capazes de dar respostas rápidas quanto a aceitação desse produto pelo mercado, contribuindo para que o produto seja modificado rapidamente também conforme o seu feedback e atendendo melhor o consumidor. Esse é o ciclo ‘Construir, Medir e Aprender’ um dos pilares fundamentais do Lean Startup que traduzem o espírito de inovação de uma startup que precisa testar suas hipóteses de negócios com poucos recursos iniciais.

Lean Startup

Lean Startup

Construir

Essa primeira fase sugere que a ideia seja desenvolvida em sua formatação mais básica para ser testada. É o chamado Produto Mínimo Viável, do Inglês Minimum Viable Product (MVP), o que não significa ser de baixa qualidade ou uma mera descrição do produto original, mas sim um produto desenvolvido no menor tempo possível, que contenha as suas principais funcionalidades e que consiga entregar valor para o cliente.

 

Medir

Com o produto mínimo viável em mãos, o empreendedor consegue ir a campo e descobrir a aceitação do mercado em relação às suas funções e valores. Pode-se, por exemplo, lançar o novo produto em um mercado reduzido para colher os feedbacks e insights quanto a sua usabilidade, aceitação, riscos etc.

 

Aprender

É a hora de analisar todas as informações colhidas na fase anterior, aprender com essa experiência e decidir quais alterações na ideia original serão feitas, sempre com a finalidade de tornar o produto mais satisfatório no mercado.

Outro modelo muito utilizado na criação e no desenvolvimento de negócios é o Design Thinking, que também trabalha com a ideia de ‘prototipação’ de um produto antes do seu lançamento no mercado, a fim de produzir insights, corrigir falhas e validar a ideia. No entanto, o Lean Startup prioriza a criação de um produto mínimo que consiga entregar quase todos os benefícios e valores da ideia original, assim como propõe que o consumidor seja amplamente entendido antes do desenvolvimento desta ideia. Apesar da metodologia incluir o termo ‘startup’ no nome, ela pode ser empregada em qualquer processo de desenvolvimento criativo o qual exija teste de ideias qualquer empresa ou departamentos de todos os portes. Então, mãos na massa para colocar o seu projeto em pratica e medir a sua aceitação no mercado.

Category:
  Blog Corporativo

Comente

Informe seu e-mail para enviar seu comentário.