O que é Andragogia Empresarial?

By Juliana Batista 2 anos ago

A andragogia é uma ciência preocupada em estudar a educação de adultos, partindo do princípio que os adultos, diferentemente das crianças e dos jovens, são indivíduos independentes e responsáveis pelo seu próprio desenvolvimento e aprendizado. Dessa forma, a aprendizagem assume outra lógica para a busca do conhecimento, a qual não mais existe uma transferência do conhecimento de forma passiva indo do professor para o aluno, mas sim uma aprendizagem ativa por parte do aluno que coloca o professor como um facilitador desse processo.

Dentro do ambiente empresarial, os princípios da andragogia vêm sendo amplamente difundidos entre as áreas de desenvolvimento de pessoas como uma nova maneira de enxergar e praticar a gestão do conhecimento e educação corporativa. A andragogia empresarial assume-se como uma alternativa mais proativa para estimular competências comportamentais em colaboradores, trocar conhecimento entre talentos e promover crescimento educacional de todos dentro das organizações.

Ao considerar os fundamentos da andragogia empresarial as organizações conseguem atingir melhores resultados em seus programas de educação empresarial, aumentando o engajamento dos colaboradores e prolongando a motivação ao longo do tempo, pois o colaborador sente-se mais valorizado e respeitado ao ser considerado um ser capaz de guiar a sua educação de forma autogerida. Conheça os princípios dessa nova forma de aprendizado para aplicar na sua vida e organização:

Andragogia Empresarial

Andragogia Empresarial

Percepção de necessidade

Somente a partir do entendimento da necessidade do aprendizado é que o colaborador sente-se motivado para buscar o conhecimento ativamente. Assim, torna-se imprescindível contextualizar os motivos e os ganhos que serão adquiridos naquele processo de aprendizagem.

Estímulo ao autoconhecimento

O aluno deve ser estimulado a conhecer a si mesmo e as suas formas de absorver conhecimentos, bem como entender a sua maneira de ser independente e ativo para procurar os conhecimentos que irão lhe complementar e para saber lidar com o novo papel do professor nesse processo.

Valorização da experiência prévia

A experiência e toda a bagagem educacional que o funcionário já traz de outras fontes de aprendizado no passado devem ser valorizadas e servir de base para a captação de novos conceitos nesse processo. No entanto deve ser observado os vícios e hábitos mentais antigos que podem dificultar a nova aprendizagem ativa, como, por exemplo, o desejo por adquirir conhecimento passivamente

Prontidão na aplicação

A urgência em enfrentar problemas diários ou atingir metas estimula o colaborador a procurar métodos e conteúdos para avançar o seu aprendizado, pois ele percebe que a aplicação prática do conhecimento pode ser imediata.

Orientação ampliada

Quando se trabalha com ensino de adultos a aprendizagem deve extrapolar as barreiras dos conceitos abstratos e do ambiente profissional, atingindo outros níveis de transformação pessoal e sendo orientado para a vida integral e real do colaborador.

Clareza sobre a motivação

Ao oferecer programas de educação corporativa todas as motivações dos colaboradores em buscar o ensino devem ser conhecidas, pois muitas vezes eles são guiados por fatores diferentes dos externos, tais como promoções e salários, e são motivados por fatores internos, como qualidade de vida, satisfação, autoestima. Conhecer essas motivações contribui para o engajamento e sucesso da aprendizagem.

Category:
  Blog Corporativo

Comente

Informe seu e-mail para enviar seu comentário.