Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior - FAPPES | 0800 730 7766

Você provavelmente já ouviu falar em processos gerenciais, certo? Conhecido também como gestão de negócios, esse é um campo de estudos relativamente novo no Brasil. Foi apenas em 2009 que o Conselho Federal de Administração reconheceu o tecnólogo formado nessa área como profissional habilitado para gerenciar empresas.

O curso de graduação em processos gerenciais tem caráter de formação técnica, ou seja, é de curta duração. Em cerca de 2 ou 3 anos, o aluno já estará formado e apto a atuar no mercado de trabalho. Mas, afinal, qual é a função desse profissional na prática?

No post de hoje, vamos responder a essa pergunta e esclarecer, de uma vez por todas, o que são processos gerenciais! Confira!

O que são processos gerenciais?

Qualquer empresa responsável por um determinado tipo de negócio precisa de organização e estratégia para funcionar, ter bons resultados e lucrar. São dezenas de funções que coordenam esse sistema. Os processos gerenciais representam justamente a organização das ações desempenhadas para alcançar o objetivo final das empresas: entregar seu produto/serviço aos clientes e lucrar com isso.

Não é à toa que essa área também é conhecida como “gestão de negócios”, afinal, essa é a sua função: gerenciar os negócios de uma empresa ou pessoa. O tecnólogo formado nessa área pode buscar otimizar seus próprios empreendimentos ou trabalhar em uma empresa de pequeno, médio ou grande porte.

Suas funções são buscar meios de reduzir os custos no processo produtivo, melhorar processos administrativos para acelerar resultados, economizar recursos, entre muitas outras.

Como você pode perceber, trata-se de uma área muito próxima da administração. As empresas dependem da gestão de negócios para conseguir funcionar sem prejuízos e se destacar em meio a tanta competição. É por isso que o profissional com essa expertise é tão visado no mercado de trabalho.

Os processos de uma empresa podem ser divididos em três categorias diferentes: processos primários, processos de suporte e processos gerenciais.

Processos primários

São aqueles essenciais para o funcionamento da empresa. Ou seja, sem eles, a atividade fim do negócio não pode ser alcançada.

Como os processos primários determinam o que é comercializado pela empresa, eles estão diretamente relacionados com os clientes, pois determinam o que será recebido por eles.

São exemplos: a criação e a comercialização de produtos.

Processos de suporte

Como o próprio nome já diz, são aqueles que dão suporte aos processos primários. Eles funcionam como a base da sua execução e, portanto, são essenciais para a concretização dos objetivos da empresa.

Apesar de serem caracterizados como procedimentos internos, os processos de suporte afetam o produto final, pois agregam valor a ele.

O uso da tecnologia da informação (TI) para acelerar e otimizar as atividades de produção é um exemplo de processo de suporte.

Processos gerenciais

Para finalizar, os processos gerenciais têm o objetivo de coordenar todas as atividades da empresa. Eles estão ligados ao controle e monitoramento dos processos primários e de suporte e influenciam diretamente nas metas e objetivos do negócio.

Como os processos gerenciais estão preocupados em manter a boa execução das atividades internas da empresa, eles não têm nenhuma relação direta com os clientes. Isso, porém, não quer dizer que não influenciem no produto final, até mesmo porque eles estão presentes em todos os outros processos.

A própria atividade de gestão empresarial, realizada pelos setores de administração, é um exemplo de processo gerencial.

Como os processos gerenciais funcionam dentro da empresa?

Os processos gerenciais devem sistematizar o fluxo de todas as atividades da empresa, buscando meios de melhorá-las e acelerar a produção. O mapeamento desses processos é essencial para garantir o bom funcionamento de todo esse sistema.

Primeiramente, é feita a identificação de todos os participantes das atividades da empresa, definindo suas funções e responsabilidades. Dessa forma, é possível estabelecer gestores para cada área de atuação, capazes de executar e supervisionar processos específicos dentro dessa área.

Feito isso, outro ponto importante é a identificação dos momentos iniciais e finais desses processos, conhecidos como “entradas” e “saídas”. Uma ordem de serviço, por exemplo, funciona como uma entrada, enquanto a entrega de um produto é a saída. Sem essa identificação, todo o sistema tende a ficar desorganizado e, consequentemente, propenso a falhar.

Em muitas empresas, é comum a utilização da tecnologia para automatizar os processos gerenciais. O uso de softwares para a organização e direcionamento de atividades é algo muito comum nos dias de hoje. Porém, é preciso manter um profissional responsável pela manutenção e análise dessas ferramentas, caso contrário, em caso de falhas, a tecnologia pode acabar atrasando todo o processo, em vez de otimizá-lo.

A partir dessa organização inicial, o profissional responsável pela gestão de negócios passa a supervisionar todas as atividades de sua responsabilidade, verificando se estão funcionando como deveriam e buscando formas de melhorá-las constantemente. Para isso, é essencial que ele tenha uma visão única de mercado e espírito empreendedor.

Com a organização e mapeamento dos processos dentro de uma empresa, é possível identificar erros e falhas antes mesmo que eles ocorram e, com isso, apresentar soluções rápidas e eficientes, garantindo que todo o sistema continue funcionando de forma eficiente.

Como é o curso de processos gerenciais?

O campo de estudos de processos gerenciais é muito abrangente. É um curso que trabalha diversos temas interdisciplinares, transitando entre administração, marketing, relações públicas, comunicação social e diversas outras áreas de conhecimento essenciais para a formação de um profissional capaz de empreender e gerenciar negócios.

Como já mencionamos, o curso tem caráter de formação técnica e, na maioria das vezes, é direcionado a uma área específica. Com isso, o estudante pode escolher onde deseja atuar, dando-lhe uma vantagem enorme no mercado de trabalho, já que muitas empresas estão sempre à procura de profissionais capacitados para gerenciar um setor específico do seu negócio.

Durante os 2 ou 3 anos de curso, os alunos adquirem um amplo conhecimento sobre logística, planejamento financeiro, estratégias de marketing, gerenciamento de pessoas, negócios e vendas. Os estudantes são preparados para atuar em cargos de liderança e coordenação das empresas em diversos setores diferentes.

O foco do curso é muito mais prático do que teórico, voltado para os desafios que os profissionais deverão enfrentar depois de formados. Dependendo da faculdade e do direcionamento do curso, sua ênfase pode ser em empreendedorismo, recursos humanos ou finanças. De qualquer forma, seu objetivo principal é a gestão de pequenas, médias ou grandes empresas.

A demanda por tecnólogos em processos gerenciais no mercado de trabalho está cada vez maior. Esse é um profissional essencial para o sucesso e bom funcionamento de qualquer empreendimento. Além disso, se você não estiver interessado em trabalhar para outras empresas, o curso oferece os conhecimentos necessários para montar seu próprio negócio!

Caso você tenha interesse em estudar processos gerenciais, conheça o nosso curso e aproveite para tirar todas as suas dúvidas! Será um prazer tê-lo conosco!

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Taxa de Inscrição Vestibular Futuro Executivo

R$25,00

O Programa Futuro Executivo da Fappes Blox foi feito para te transformar. Ele diz respeito a uma graduação em Administração com uma série de benefícios para mudar suas atitudes, comportamentos, suas visões empreendedoras e de mundo! Está pronto para transformar sua vida?

Fazendo o Programa Futuro Executivo você tem direito a um curso no Canadá, na McGill University durante um mês! Um curso de inglês e sessões de Coaching também entram na lista VIP das inúmeras vantagens do Programa. Nós da Fappes Blox acreditamos que a educação vai além de um diploma. E você?