Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior - 0800 730 7766

Veja se você também é assim: olhando para aquela pilha de cadernos, apostilas e livros no início do semestre, já bate um desespero de pensar como é que você vai conseguir tempo e energia para estudar tudo aquilo. Acertamos? Então, a partir de agora, diga adeus a essa sensação!

Com nosso guia prático de como estudar para o vestibular, você vai conseguir organizar sua rotina, dividir todo o conteúdo e se preparar para fazer a prova com tranquilidade.

Quer saber mais? Veja nossas dicas a seguir!

Organize seu tempo

Se você já trabalha durante o dia, a falta de tempo não pode servir de desculpa para deixar de estudar. Entrar na faculdade é um sonho grande, que exige um comprometimento tão grande quanto.

Para trabalhar e estudar ao mesmo tempo, você vai precisar de uma dose extra de capacidade de gestão do tempo. Assim, faça um controle rigoroso das suas atividades na agenda. Veja quanto tempo tem disponível por dia para estudar e reserve esse horário só para isso.

Ainda que seja uma hora durante os dias da semana, é importante você estudar um pouco todos os dias para manter o ritmo. Intensifique aos fins de semana para compensar o pouco tempo que tem de segunda a sexta.

Nesse planejamento, não se esqueça de reservar espaço para alguma atividade física e para o lazer. Essas atividades também vão impactar a sua produtividade.

Faça um plano de estudos

Agora que você já sabe quais são os seus horários disponíveis para os estudos, é importante fazer um plano para dividir a matéria ao longo do semestre. Você deve dar mais ênfase àquelas em que tem mais dificuldade.

Há alguns apps, métodos e algumas ferramentas que auxiliam esse planejamento:

Método Pomodoro

Essa técnica tem o objetivo de manter você focado nos estudos sem cair na tentação de entrar em redes sociais ou parar toda hora para fazer um lanchinho. O método propõe que você estude por 30 minutos seguidos, sem interrupção e, depois, faça uma pausa de 7 minutos.

Você pode dividir os 30 minutos de estudos em partes. Por exemplo: 20 para ler a matéria e 10 para fazer exercícios ou fazer um resumo. Ou pode alternar as atividades ao longo dos intervalos: em um deles, você lê a matéria. No outro, faz exercícios. Veja qual forma funciona melhor para você.

Trello

O Trello é uma plataforma de organização de tarefas. Nela, você cria quadros, nos quais é possível colocar as ações que precisam ser executadas, atribuir prazos e pessoas responsáveis. Você pode usá-la para criar um calendário de estudos e acompanhar seu progresso, incluindo também as matérias e os conteúdos que ainda precisam de mais atenção.

Curva do esquecimento

É normal nos esquecermos de conteúdos que ficamos sem ver durante muito tempo. Por isso, por mais que você já tenha estudado bem um assunto, é preciso revê-lo com uma certa frequência.

O método da curva do esquecimento estabelece três revisões para cada tópico visto:

  • 24 horas depois de tê-lo estudado;

  • sete dias depois;

  • um mês depois.

O ideal é que você use seus resumos e fichamentos das matérias, pois isso possibilita que as informações voltem à memória mais facilmente.

Prepare seu espaço

Estudar requer muita concentração, e isso só pode ser conseguido em um ambiente livre de excesso de estímulos e distrações. Assim, escolha um local silencioso e calmo. Se for em casa, peça para as outras pessoas para não interromperem, pois você pode perder o fio do raciocínio se tiver alguém batendo à porta toda hora.

Antes de começar, certifique-se de que reuniu todos os materiais necessários: livros, cadernos, apostilas, lápis, canetas, borrachas, folhas soltas de papel e o que mais sentir necessidade. Mas não vá colocar o mundo sobre a mesa de estudos! Coisas espalhadas só vão atrapalhar sua atenção.

Cuide também da ergonomia: mesa e cadeira apropriadas e uma boa iluminação são indispensáveis para que você não comece a se sentir desconfortável e tenha dores. Isso, certamente, vai encurtar o período que você está disposto a dedicar aos estudos.

Providencie materiais de apoio

Os livros didáticos são a sua primeira e mais confiável fonte de informações. Mas, para estudar de forma bem abrangente, você também vai precisar de alguns materiais de apoio.

Veja com algum amigo que já fez cursinho se ele ainda possui as apostilas e se poderia emprestá-las a você. Nas bancas de jornais, também há coleções com materiais interessantes para quem está estudando para o vestibular. E também é muito importante pesquisar na internet simulados com provas já aplicadas nos anos anteriores.

Monte um grupo de estudos

Quando se estuda por conta própria, ter alguns encontros com amigos para estudar juntos é uma excelente prática. Nessas reuniões, vocês podem se ajudar com dificuldades, tirar dúvidas e fixar os conteúdos vistos. Além disso, pode ser uma ótima forma de se manter motivado.

Combinem reuniões semanais e estabeleçam o tema ou a matéria previamente. Assim, vocês conseguirão tirar maior proveito do tempo em que estiverem juntos. Vocês podem, inclusive, usar o Trello para fazer esse planejamento e atribuir funções — por exemplo, cada um pode fazer um resumo ou um mapa mental de um conteúdo para compartilhar com todos.

Durante o tempo do grupo de estudos, evitem as distrações ou falar sobre outros assuntos. Vocês podem combinar um tempo depois das tarefas para tomar um café, um suco e conversar sobre coisas mais amenas para se distraírem e descansar a cabeça.

Analise o modelo de admissão da faculdade onde quer estudar

O Enem é, hoje, o principal exame usado como vestibular no Brasil, adotado por quase 200 instituições de ensino. Mas algumas faculdades ainda preferem adotar outros processos seletivos. Veja de que formas é possível entrar na faculdade:

Vestibular tradicional

Algumas faculdades, como a Fappes, preferem conduzir todo o sistema de testes de admissão. Assim, o aluno faz as provas na própria instituição, e elas são válidas para entrar em cursos da mesma instituição ou de outras escolas do mesmo grupo. Em alguns casos, a nota do Enem pode ser usada como critério de desempate, mas não substitui o vestibular da faculdade.

Análise de perfil

Muito comum na Europa, aqui no Brasil algumas instituições de ensino já estão começando a usar a análise de perfil para selecionar seus alunos. Normalmente, a análise é feita com base no histórico escolar do aluno, currículo e uma entrevista.

Parte da nota do Enem

Em alguns casos, a nota do Enem pode ser usada para complementar ou substituir o valor obtido no vestibular da instituição de ensino, caso esta última seja menor que a nota do exame.

Enquanto o Enem costuma ser realizado entre o fim de outubro e novembro de cada ano, as datas dos vestibulares de cada faculdade variam. Normalmente, a maioria realiza as suas em janeiro, antes do início do período letivo. Por isso, é fundamental ficar de olho no site da faculdade onde você deseja estudar para não perder nenhum prazo.

Com organização e dedicação, é possível entrar em uma excelente instituição de ensino, sem precisar se submeter a um regime de estudos estafantes, o que vai privá-lo de todo o restante de suas atividades. Basta seguir as dicas de nosso guia sobre como estudar para o vestibular!

Quer saber ainda mais sobre como você pode se tornar aluno da Fappes, uma das faculdades mais inovadoras do Brasil? Entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Taxa de Inscrição Vestibular Futuro Executivo

R$25,00

O Programa Futuro Executivo da Fappes Blox foi feito para te transformar. Ele diz respeito a uma graduação em Administração com uma série de benefícios para mudar suas atitudes, comportamentos, suas visões empreendedoras e de mundo! Está pronto para transformar sua vida?

Fazendo o Programa Futuro Executivo você tem direito a um curso no Canadá, na McGill University durante um mês! Um curso de inglês e sessões de Coaching também entram na lista VIP das inúmeras vantagens do Programa. Nós da Fappes Blox acreditamos que a educação vai além de um diploma. E você?