Como ser criativo? Aprenda 7 técnicas para desenvolver a habilidade

By Comunicacão FAPPES 3 semanas ago

Você já deve ter ouvido falar que a criatividade é um “dom” natural ou um talento nato d@s artistas, escritor@s e designers. A verdade é que a própria palavra “talento” tem pouco a ver com isso.

Longe de ser fruto da sorte ou destino, a criatividade é uma habilidade que pode ser aprendida e desenvolvida, assim como dirigir ou tocar um instrumento. Isso porque essa aptidão está diretamente relacionada com a capacidade cerebral de fazer conexões entre a memória e novos elementos sensoriais.

Neste post, você vai aprender como ser criativo por meio de diversos estímulos que vão exercitar seu cérebro, apurar sua sensibilidade e ajudar você a se manter sempre inspirad@. Vamos lá?

1. Tenha hobbies artísticos

Qual é o tipo de atividade que você gosta de desempenhar enquanto fica procrastinando? Desenhar? Tocar violão? Ler livros? Escrever? Seja lá qual for o projeto paralelo que escolheu como distração, existe uma grande chance de esse ser o trabalho que deveria estar realizando durante o resto da vida.

Se a falta de oportunidades ou dinheiro é um grande empecilho, não tem problema. A simples execução regular desses tipos de “brincadeiras” (como dançar, pintar, colorir e fotografar) já é capaz de melhorar suas funções cognitivas, exercitando seu cérebro e facilitando a criação de novas ideias.

Caso não tenha nenhum hobbie artístico, nunca é tarde demais para começar a fazer a coisa certa. Nesse sentido, a segunda dica foi escrita especialmente para você.

2. Matricule-se em uma aula que nunca fez antes

Se alguém lhe perguntasse como ser criativo esperando uma resposta curta, a principal dica seria: saia da sua zona de conforto. A criatividade flui como água quando você resolve abandonar a sua rotina por alguns instantes e dedicar sua atenção ao conhecimento de algum campo desconhecido.

Por isso, é importante que você procure reservar um tempo a esse tipo de aprendizado para ativar rotas neurológicas que você nunca usou antes. Que tal tentar aulas de gastronomia, dança de salão ou até mesmo aprender uma nova língua? Escolha o que mais lhe agradar e divirta-se!

3. Faça perguntas

É muito difícil desassociar a curiosidade da criatividade. Ao criar suas próprias respostas para as dúvidas que afligem você, é muito comum se deparar com um tipo de pensamento divergente, que não se assemelha aos dos outros. Depois disso, já está criada a sua primeira ideia original.

Pensar em diferentes assuntos exige a formulação de perguntas novas, e, quando as respostas são acompanhadas de uma boa observação, você será capaz de propor soluções inovadoras para problemas que nem imaginava que existiam.

4. Experimente algumas técnicas de associação livre

A associação livre é um método terapêutico inventado por Sigmund Freud para substituição da hipnose. Nele, @ paciente é orientado a pensar, dizer e fazer tudo o que vier à cabeça, sem deixar se prender à lembranças específicas ou à coerência de seu raciocínio.

Quem diria que essa tática para colocar o seu subconsciente à tona também seria útil para aquel@s que desejam aumentar a criatividade? Em vez de se preocupar com a lembrança de ideias, você terá espaço para criar novos conceitos e explorar alguns pontos de sua personalidade que estavam escondidos.

Para isso, experimente carregar um pequeno caderno e uma caneta, escrevendo tudo o que vier à sua mente sem se preocupar com o sentido ou revisão das palavras no papel. Mais tarde, você poderá consultar suas ideias para fazer novas conexões mentais e decidir quais anotações devem ser mantidas.

5. Pratique exercícios mentais

Quem não sabe como ser criativo pode dar os seus primeiros passos para a formação de novas ideias e conexões cerebrais por meio de exercícios próprios para o desenvolvimento mental. Para isso, não é preciso se restringir aos caça-palavras ou jogar xadrez. Existem várias formas de manter sua mente ativa.

Uma boa dica consiste em escolher um objeto real ou imaginário (pode ser um lápis, um tijolo, um caderno ou o que mais vier à sua cabeça) e listar pelo menos 15 utilidades para esse item em apenas 3 minutos. Mas atenção! Não vale focar no óbvio! O objetivo é encontrar funcionalidades inesperadas e até ridículas de explorar esse objeto que escolheu.

6. Recarregue as energias

Quando o bloqueio criativo parecer duradouro, não insista em permanecer trabalhando. O processamento excessivo de informações em demasia pode fazer sua mente se esgotar e até pôr fim à sua produtividade, bem como à sua criatividade.

Reserve um tempo para ficar entediad@ ou se distrair com alguma atividade cotidiana, como passar as roupas, lavar a louça ou fazer longas caminhadas (um estudo da American Psychological Association provou que esses simples passeios ao ar livre são capazes de turbinar o seu potencial criativo).

Isso acontece porque, quando sua mente relaxa ou apenas se livra da pressão de manter seu foco, algumas áreas do cérebro continuam trabalhando em segundo plano, mesmo que você não perceba.

Esse funcionamento promove novas conexões neurais que podem inspirar você ou ajudar na compreensão de algum assunto. Já entendeu por que tantas pessoas dizem que as melhores ideias sempre aparecem durante o banho? Aí está a explicação.

7. Pratique exercícios físicos regularmente

Ginástica, yoga, natação, corrida… Acredite ou não, todas essas atividades físicas podem fazer maravilhas para que seu potencial criativo ganhe força, já que pessoas muito sedentárias se tornam vulneráveis a um conjunto de padrões de pensamento e nunca tentam sair dessas restrições.

Um estudo publicado no National Institutes of Health indicou que os exercícios são uma maneira infalível não apenas para fortalecer o corpo, mas também para combater a fadiga mental, observando que “a atividade física está associada à melhoria da experiência afetiva e ao processamento cognitivo aprimorado”.

Como ser criativo não é uma tarefa fácil, talvez você precise de um pouco de persistência para atingir seus objetivos no começo. No entanto, com o tempo você verá que só é preciso mudar a forma como você pensa e se comporta para aumentar o seu potencial.

E você? O que costuma fazer para se inspirar em momentos de bloqueio criativo? Compartilhe suas dicas conosco nos comentários!

Category:
  FAPPES

Comente

Your email address will not be published.