Afinal, como arranjar tempo para estudar?

By Comunicacão FAPPES 5 meses ago

Deixa a gente adivinhar: sua rotina é tão corrida que a frustração de não conseguir tempo para estudar vive te atormentando, certo? Você sabe o quanto é importante não se restringir apenas ao ambiente de sala de aula e trabalhar o conteúdo também fora dela, mas não consegue vislumbrar de que forma isso pode acontecer.

A boa notícia é que dá, sim, para arranjar tempo para estudar sem que a tarefa seja um martírio ou um empecilho às outras atividades do seu cotidiano. Lançando mão de uma boa dose de organização e dos recursos certos, você vai conseguir se dedicar aos estudos e aproveitar ao máximo o que um curso pode te oferecer — seja graduação, pós ou mesmo preparação para ingressar no ensino superior.

Pensando na sua realidade, reunimos várias dicas práticas de como conseguir tempo para estudar e se preparar com qualidade para o mercado de trabalho. Quer conferir?

Crie um cronograma de estudos

Se não está sobrando muito tempo, você precisa aproveitar ao máximo o pouco disponível. Para que isso aconteça, o primeiro passo é fazer um levantamento do que você precisa estudar e, ainda, de quantas horas por dia você vai separar para os estudos.

Tendo constância, não é preciso separar longas horas para estudar. Que tal estipular uma hora por dia? Ok, decidida a porção diária de estudos, espace o conteúdo que você precisa estudar pelo tempo que você dispõe.

Você verá que é bem mais proveitoso dedicar uma hora por dia por cinco dias para um conteúdo que tentar estudar cinco horas direto em um dia só. Com base nessa previsão, monte um cronograma e deixe-o em algum lugar visível para que você não se perca.

Trabalha e está difícil separar uma hora ininterrupta para os estudos? Que tal aproveitar uma parte do horário do almoço para revisar determinado conteúdo e alguns minutos antes de dormir para atividades de fixação?

Estabeleça metas compatíveis com seu tempo

O cronograma que mencionamos acima precisa ser real, ou seja, compatível com sua rotina e disponibilidade de tempo. Isso significa entender que quanto menor o prazo de estudo estipulado por dia, mais tempo, em dias e semanas, você vai levar para estudar uma matéria.

Por esse motivo, trabalhe com metas que você tem condições de cumprir (por exemplo, estipular que em duas semanas você precisa ter terminado determinado conteúdo). Quanto mais você se ver cumprindo os objetivos que estabeleceu, mais motivação e energia para estudar.

Uma ideia interessante é estabelecer pequenos agrados para si quando conquistar o que almejava. Pode ser ir ao cinema, assistir dois episódios da sua série preferida. Seguindo o cronograma e sabendo da recompensa ao cumprir a meta, você vai evitar pular dias de estudo por preguiça e deixar o acúmulo de matérias bem longe.

Use aplicativos de gestão do tempo

A tecnologia pode te distrair nos momentos de estudo, mas também pode ser uma grande aliada se você souber aproveitar. Há aplicativos excelentes para melhorar sua gestão do tempo e estudar com mais qualidade.

Alguns apps muito úteis se utilizam do método Pomodoro, que consiste em dividir o tempo de trabalho em períodos de 25 minutos, o que equivale a um pomodoro. Ao final de cada pomodoro, é recomendada uma pausa rápida, de 5 minutos. Ao final de quatro pomodoros, uma pausa longa, de 30 minutos.

Assim, sua mente não fica sobrecarregada e absorve melhor as informações. Esse recurso pode ser programado por meio de aplicativos como Pomodoro Timer (para iPhone e iPad) e Pomodroido, disponível para Android.

Faça o período de estudo ser mais divertido

Estudar não precisa ser sinônimo de tédio. A atividade pode ser bem prazerosa se você buscar fontes alternativas de informação confiável e diversificar seus materiais de leitura.

Procure por canais no YouTube, páginas no Facebook ou outros materiais em plataformas online que disponibilizem conteúdos que você precisa estudar de uma forma mais leve e divertida.

Você também pode associar um conteúdo que precise estudar a um filme, livro ou série de que gosta muito. Ao fazer relações e associações, seu período vai ficar mais fácil e menos maçante. Além disso, você vai desenvolver um pensamento crítico, e não apenas decorar o conteúdo.

Desenvolva um método personalizado de estudo

Cada pessoa possui um método de estudar que funciona melhor, e o que você precisa fazer é testar e descobrir o que dá certo para você. Isso começa até mesmo pelo período do dia: há quem tenha alto rendimento à noite e há quem ganhe em produtividade de manhã.

A forma de estudar também varia. Há quem prefira estudar fazendo fichamentos no computador, por exemplo, enquanto outras pessoas não abrem mão de um caderno de anotações.

De forma geral, uma regra é válida: aprenda a priorizar. Sabe quando você diz que vai marcar apenas as partes mais importantes do texto com um marcador e acaba com a página toda colorida? Isso não é nem um pouco interessante para sua expectativa de bom rendimento.

Um hábito mais proveitoso é utilizar cores para hierarquizar informações. Por exemplo: marcar de verde o mais importante, de amarelo algo um pouco menos relevante, de laranja um ponto de dúvida. Assim, você consegue organizar suas prioridades e trabalhar melhor os pontos ainda fracos.

Saiba conciliar estudos e lazer nos finais de semana

Você não precisa abrir mão dos finais de semana para estudar horas a fio. Afinal, o tempo de descanso é tão importante quanto o tempo de estudo. Porém, se você tem a rotina muito atribulada nos dias úteis, pode precisar de um auxílio extra do sábado e domingo para conseguir colocar a matéria em dia.

Uma opção, por exemplo, é concentrar os estudos no sábado de manhã, quando o fim de semana está apenas começando e os programas mais legais geralmente não estão acontecendo. Tirando três horinhas do sábado para estudar, você cumpre sua meta e passa o domingo com tranquilidade.

Há, também, quem prefira estudar mais no final de semana para sair mais durante os dias úteis (vai depender dos seus amigos e amigas e da ocasião). Essa também é uma boa alternativa. A palavra de ordem é equilíbrio: distribuindo bem os estudos e tempo de lazer, o estresse de estudar fica bem menor.

Encontre um espaço de estudos adequado

Não subestime a necessidade de um ambiente adequado para estudar. Ele precisa ser silencioso e arejado, bem iluminado e livre de distrações. É preferível que você estude em uma mesa apropriada e com cadeira confortável, para que dores e incômodos não atrapalhem. Ler deitado ou deitada parece tentador, mas só vai resultar em dor nas costas e desânimo.

Se sua casa definitivamente não é o ambiente certo para estudar por causa do movimento ou localização (barulho alto de trânsito, por exemplo), experimente bibliotecas da instituição de ensino ou públicas disponíveis na cidade. O esforço para se concentrar será bem menor.

E então, se convenceu de que não é nenhum pesadelo conseguir tempo para estudar? Planejando sua rotina para não acumular conteúdo e seguindo nossas dicas, garantimos que a atividade vai ficar bem mais agradável. Comece agora e assuma as rédeas da sua carreira!

Se você gostou das nossas orientações, que tal compartilhar nas suas redes sociais para que outras pessoas encaixem de vez os estudos na rotina?

Category:
  Gestão do tempo

Comente

Informe seu e-mail para enviar seu comentário.