Como se tornar um nômade digital e obter sucesso?

By luiza 3 semanas ago

Você já ouviu falar em nômade digital? Quer aprender a se tornar um, mas não sabe por onde começar? Então, preste muita atenção ao post de hoje!

Apesar de ser um conceito relativamente novo, não é raro encontrarmos pessoas que se encaixam nesse perfil. Aliás, se você tem se cansado de uma rotina de trabalho inflexível e começa a pensar se vale mesmo a pena passar horas do seu dia em um escritório, talvez essa seja uma boa solução.

No post de hoje apresentaremos tudo o que você precisa saber para se tornar um nômade digital e obter sucesso em sua vida profissional. Quer aprender? Acompanhe!

Afinal, o que é um nômade digital?

Se você que já ouviu esse termo, mas ainda tem dúvidas sobre o assunto, não se preocupe! O primeiro passo desse nosso guia é apresentar o conceito e o surgimento de um nômade digital.

Nos últimos anos temos percebido uma mudança acentuada nos propósitos que estimulam uma pessoa a trabalhar. Se antes havia uma preocupação muito grande em acumular riquezas, hoje já percebemos uma busca maior por qualidade de vida.

Com isso, para muitas pessoas, trabalhar 8 horas por dia dentro de um escritório, fazendo um trabalho altamente mecânico não é sinônimo de um bom trabalho.

Inquietos pela falta de excitação e alegria em desenvolverem seus trabalhos, muitos começam a buscar caminhos alternativos. Largam seus trabalhos fixos e monótonos em busca de uma vida mais livre, menos estressante e mais motivante.

Afinal, porque passar a juventude preso ao trabalho para no final da vida se aposentar e, de fato, começar a aproveitar? Essas pessoas acreditam que é possível viver, viajar, trabalhar e ser feliz sem necessariamente ter de fazer uma coisa de cada vez.

O nômade digital, portanto, utiliza a internet — daí a ligação com o termo digital — para trabalhar de onde estiver, seja de uma praia no Caribe, de um café em uma bela cidade europeia ou de um hotel na África.

Que tipo de profissão se encaixa a esse perfil?

Se identificou de alguma maneira com o conceito apresentado acima? Se as paredes de um escritório já não fazem muito sentido para você e se as horas perdidas no trânsito todos os dias lhe parece ser um grande desperdício de seu tempo, você pode se tornar um nômade de digital.

Obviamente, não há problema algum em gostar e conviver bem com uma rotina assim. No entanto, se você não é feliz e pensa em novas experiências profissionais, vamos ajudá-lo.

No entanto, pela própria sistemática de algumas profissões, nem todos os profissionais podem desfrutar de tamanha liberdade. Mesmo assim, esse estilo de vida se encaixa a diversos freelancers e empreendedores digitais:

  • Escritores e redatores;
  • Blogueiros;
  • Contadores;
  • Fotógrafos;
  • Donos de e-commerce;
  • Consultores;
  • Tradutores;
  • Web designer;

Quais as vantagens e desvantagens desse estilo de vida?

Antes de aprender como se tornar um nômade digital, é importante conhecer as vantagens e desvantagens desse estilo de vida. Assim, ficará mais fácil analisar com precisão se essa é uma boa escolha para você!

Começando pelas vantagens, podemos perceber que a maioria dos pontos positivos estão relacionados a essa busca constante por uma vida mais saudável e equilibrada entre trabalho e lazer:

  • Mais qualidade de vida;
  • Flexibilidade de horários;
  • Tempo para se dedicar a projetos pessoais;
  • Ambientes de trabalho mais lúdicos e inspiradores;
  • Possibilidade de escolher trabalhar com o que gosta;
  • Privilégio de viajar e trabalhar ao mesmo tempo;
  • Economia de tempo com burocracias e tarefas pouco produtivas;
  • Diminuição da pressão por resultados, comuns em empresas privadas;

Porém, apesar das vantagens apresentadas, é preciso ter consciência de que, como toda decisão, essa é uma escolha que traz consigo alguns desafios.

Trata-se de uma mudança, muitas vezes, brusca e com alguns obstáculos, como:

  • Oscilação na renda;
  • Dificuldades para estabelecer uma rotina — o excesso de liberdade prejudica alguns;
  • Falta de organização para gerir prazos e tarefas;
  • Conviver com a ausência de pessoas queridas durante as viagens;
  • Dificuldade de encontrar locais de trabalho sempre adequados;
  • Horários de trabalho indefinidos, devido ao trabalho por produção;

Ou seja, nem tudo são flores nesse universo. É importante ter consciência dos pontos negativos enfrentados por quem escolhe esse caminho profissional, pois isso evita frustrações e desistências por falta de conhecimento.

Como se tornar um nômade digital?

Se interessou pela ideia de ter mais liberdade em sua rotina profissional? Então, preste atenção porque vamos ensiná-lo como se tornar um nômade digital!

Lembrando que essa é uma decisão importante que, com certeza, mudará não apenas sua rotina profissional, como também suas relações sociais. Acompanhe a seguir:

Comece a entender as mudanças

O primeiro passo para passar por essa transição é entender e aceitar que sua vida mudará. Para quem está acostumado a uma rotina bem definida e a um salário fixo no final do mês, isso pode causar um pouco de insegurança e, por isso, é necessário passar por esse processo de reflexão e aceitação.

Obviamente, ser nômade digital não é sinônimo de ausência de uma rotina de trabalho e responsabilidades a cumprir. A diferença é que tudo é definido por você. Isto é, você escolherá onde e quando trabalhar.

Programe sua vida

Ao se tornar um nômade digital, nem sempre se ganha a mesma quantia todos os meses. Ademais, a periodicidade com que o dinheiro cai na sua conta pode ser uma incógnita e, por isso, é essencial programar um novo estilo de vida.

O que queremos dizer é que você precisa reprogramar seus hábitos para que eles sejam compatíveis com essa nova forma de ganhar dinheiro.

Mas, isso não precisa ser traumático. Na verdade, é sempre bom ter em mente que toda essa mudança é por você. Afinal, você pode e merece ter uma vida menos estressante e mais flexível.

Corte gastos desnecessários

O planejamento financeiro é demasiadamente importante para quem decide ser um profissional desse segmento. Conforme dissemos, não há regularidade nos pagamentos e isso exige uma educação financeira eficiente.

Comece cortando alguns gastos desnecessários. Ao menos nessa fase inicial é importante reduzir despesase priorizar necessidades básicas, como alimentação, vestuário e saúde.

Tenha a tecnologia como sua aliada

A internet será sua grande ferramenta de trabalho e, por isso, é importante contar com um serviço de boa qualidade e estável. Afinal, você não quer perder prazos ou deixar de cumprir alguma tarefa por falhas na tecnologia, não é mesmo?

Além disso, é essencial ter um bom notebook. Caso ainda não o tenha, é indispensável adquirir esse aparelho, pois ele é que tornará possível o trabalho remoto.

Sem um computador com acesso à internet você continuará preso a um ambiente físico e não poderá executar tarefas de lugares distintos e motivadores, como uma bela praia.

Pesquise e encontre a área em que trabalhará

Depois de todas essas providências, chegou o momento de planejar e encontrar a área em que você atuará.

Não é preciso já ter uma formação no assunto, mas é interessante que você tenha alguma habilidade ou interesse pelo trabalho.

Assim, por exemplo, se você gosta de trabalhar com edição de imagens, é fã de fotografia ou tem interesse em escrever para web, comece a pesquisar e encontrar clientes e empresas que atuam nesses ramos e que contratem freelancers.

Procure saber os requisitos para atuar e providencie tudo o que precisa. Entre em contato com a empresa e esteja preparado para iniciar os trabalhos.

Comece aos poucos

O próximo passo é o início de uma nova vida. A orientação é fazer essa transição aos poucos. Ou seja, não largue seu emprego de uma vez. Encontre uma maneira de conciliar as duas tarefas para ir sentido o progresso.

No início, é natural que você receba menos pelas tarefas. No entanto, isso aumentará conforme você for fazendo mais trabalhos e ir se especializando no assunto.

Procure melhorar suas habilidades e conhecimentos

Não existe segredo para o sucesso como um nômade digital. Poder viver desses trabalhos e desfrutar de uma vida assim, é fruto de dedicação, leitura e estudo.

Se você, por exemplo, começou a trabalhar com Marketing Digital, procure aperfeiçoar suas habilidades. Faça cursos na área, leia mais a respeito e se esforce para se tornar um redator ou revisor cada dia melhor.

Faça a transição definitiva

Depois de seguir todas essas orientações, chegou o momento de fazer a transição definitiva.

Nessa fase, é provável que você já tenha conhecido sua nova profissão, os desafios, suas vantagens e desvantagens. Além disso, já deve ter um número interessante de clientes e um rendimento que o faça perceber que já é possível viver disso.

Ao longo do post de hoje você percebeu que ser nômade digital é uma opção para cada vez mais pessoas. O sonho de ser dono do próprio tempo e destino atrai uma quantidade enorme de profissionais e esse é um mercado que tende a crescer ainda mais no país. Obviamente, existem desvantagens de não ter um lugar fixo para trabalhar e não dispor de rendimentos idênticos todos os meses, mas é possível ser feliz e viver fazendo aquilo que gosta em lugares maravilhosos.

Portanto, se depois de ler todas essas informações você tomou a decisão de tornar-se um nômade digital, não deixe de seguir o passo a passo para passar por essa transição com tranquilidade e alcançar o sucesso nessa nova fase de sua vida!

Quer mais uma ajudinha para alcançar o sucesso com seus objetivos profissionais? Então, aprenda a superar limites e se manter focado!

Artigo produzido pela equipe do Saia do Lugar!

Category:
  Inovação

Comente

Your email address will not be published.