Como será o mercado de trabalho no futuro?

By Comunicacão FAPPES 3 meses ago

O avanço da tecnologia, ao mesmo tempo que facilita a vida de muitas pessoas, também possui um efeito avassalador. Hoje, ninguém mais se lembra do que é fazer uma pesquisa em uma enciclopédia física. Por outro lado, viver sem um smartphone nas mãos é algo completamente inimaginável!

Se pararmos para pensar, diversos utensílios do dia a dia de antigamente perderam completamente suas utilidades, e muitos serviços foram automatizados graças à inovação. Nessa mesma lógica, o mercado de trabalho no futuro também sentirá o impacto desse avanço tecnológico exponencial. Assim como ocorre na seleção natural, @s profissionais vão precisar se adaptar para sobreviver.

É por isso que resolvemos listar aqui algumas mudanças e quebras de paradigmas que já estão alterando o mercado de trabalho e vão modificá-lo ainda mais nos próximos anos. Se você quer saber o que é preciso para se destacar nesse novo cenário, então continue a leitura deste artigo!

Mais liberdade

Uma das maiores tendências do mercado é a flexibilidade tanto do horário quanto do local de trabalho. A cada dia, o conceito de home office está ficando mais conhecido, e os trabalhos como freelancer estão se tornando mais populares.

Com o rápido crescimento da internet, já existem inúmeras ferramentas que permitem que [email protected] profissionais possam prestar seus serviços no conforto do próprio lar. O ambiente de trabalho, dessa forma, adapta-se às necessidades de cada pessoa. Existem diversas funções que podem ser exercidas à distância, sem nenhuma necessidade de estar presente fisicamente na empresa.

Isso obviamente é vantajoso aos/às trabalhadores/as, pois terão a liberdade de escolher o horário e local que mais lhe agradem e, consequentemente, serão muito mais [email protected] Os/as empregadores/as também serão [email protected] com uma otimização de rendimento e não precisarão se preocupar com os custos de manter um ambiente de trabalho físico.

Além disso, [email protected] jovens de hoje sequer se preocupam em ter um emprego fixo. [email protected] preferem ganhar a vida como freelancers, prestando serviços independentes, com total controle sobre seus ganhos e sua rotina de trabalho.

O antigo modelo de emprego, engessado, está cada vez mais perdendo espaço para alternativas que dão uma liberdade muito maior aos/às profissionais.

Novos regimes de trabalho

Como consequência direta do tópico anterior, podemos ver que, daqui para frente, os regimes de trabalho vão se alterar completamente. A maior autonomia [email protected] trabalhadores/as faz com que o antigo sistema de empregado/a vs. empregador/a deixe de ser a regra, abrindo espaço para que cada um/a seja chefe de si [email protected]

A tendência é que @s trabalhadores/as autô[email protected] passem a ser muito mais [email protected] em diversos ramos de serviços. E é justamente por isso que, como foi dito, o trabalho de freelancer está se tornando uma alternativa cada vez mais comum entre @s jovens.

Diversas plataformas, como a Uber, por exemplo, já facilitam essa liberdade, pois permitem que as pessoas escolham quando e como querem trabalhar, recebendo de forma proporcional a isso.

Nesse cenário, o/a trabalhador/a assume a responsabilidade por sua empregabilidade. Consequentemente, para se manter [email protected] no mercado de trabalho no futuro, é preciso se aprimorar. O crescimento [email protected] profissional autônomo/a depende muito de suas habilidades e conhecimentos.

Nos próximos anos, é muito provável que os regimes de trabalho temporário e terceirizado sejam muito mais comuns do que o atual modelo com horário e rotina pré-definidos. Isso não quer dizer que a CLT será deixada de lado, mas apenas que outras alternativas tomarão espaço, e as leis terão que se adaptar a essa nova realidade.

Valorização da criatividade

Uma das maiores quebras de paradigma que está acontecendo atualmente é a valorização da criatividade e da multifuncionalidade no mercado de trabalho.

Antigamente, o padrão para o sucesso profissional consistia em fazer um curso superior, especializar-se e focar em apenas uma área. Hoje em dia, o mercado preza muito mais [email protected] profissional criativo/a e capaz de transitar por vários mundos concomitantemente.

É claro que o/a profissional [email protected] ainda é muito [email protected] — e sempre será. Mas perceba como que — até mesmo em profissões como medicina, engenharia, direito, entre outras — existe sempre a necessidade de uma pessoa criativa por trás, seja para impulsionar o negócio, seja para lidar com os clientes.

A criatividade é, sem sombra de dúvidas, um diferencial para @s profissionais que quiserem se destacar no mercado de trabalho no futuro.

Por exemplo, basta uma boa ideia e um mínimo de conhecimento em programação para criar um aplicativo inovador para smartphones. Hoje em dia, os meios de se ganhar dinheiro por meio da tecnologia são praticamente infinitos, e muitas empresas usam e abusam disso para alavancar seus negócios.

Não é à toa que diariamente surgem diversas startups com ideias inovadoras, buscando profissionais que saibam fazer a diferença no mercado.

Incentivo ao empreendedorismo

O avanço tecnológico trouxe consigo um ponto extremamente positivo: a capacidade de se criar negócios lucrativos com investimentos não muito altos. Aqui, mais uma vez, a importância da criatividade se destaca.

[email protected] jovens hoje preferem montar seu próprio negócio em vez de buscar um emprego nos padrões antigos. O empreendedorismo digital abriu as portas para que muitas pessoas consigam ganhar dinheiro e se sustentar apenas pela internet. Basta ter persistência e dedicação!

Com um pequeno investimento, é possível montar uma loja virtual e se sustentar com suas vendas. Se você for especialista em algum assunto, também é possível criar um serviço de consultoria online e se promover pelo YouTube, por exemplo. Existem ainda muitas outras formas de montar seu próprio negócio e se autopromover.

Além disso, as empresas também prezam por profissionais [email protected], capazes de empreender dentro do seu próprio ambiente de trabalho. É o chamado intraempreendedorismo.

Para se destacar no mercado, ainda que dentro do modelo convencional de emprego, é preciso que você desenvolva sua capacidade de liderança, dinamismo e trabalho e em equipe. Profissionais com iniciativa e visão de futuro são muito [email protected] justamente para organizarem as ideias e ter estratégias que ajudem o crescimento dos negócios de uma empresa.

A proatividade e a capacidade de tomar decisões inovadoras dentro de uma companhia é o que coloca o/a profissional à frente de tudo e de todos.

Mudanças constantes

O mercado de trabalho está em constante mudança. Para acompanhá-lo, o/a profissional precisa investir em si [email protected] São pequenas coisas — como aprender um novo idioma ou estudar um curso diferente — que podem fazer toda diferença.

Ter apenas um diploma pode não ser o suficiente se você quiser aproveitar essas mudanças. O atual sistema de ensino na maioria das vezes não trabalha as habilidades necessárias para se adaptar a esse novo cenário. Por isso, é importante saber como e onde buscar novos conhecimentos e, principalmente, desenvolver sua capacidade de autogestão.

Por fim, ao longo de sua carreira, não se esqueça de cultivar contatos profissionais, pois o networking também é essencial para sobreviver em meio a todas essas mudanças. Nunca se sabe quando será necessária a ajuda ou o “empurrãozinho” de um/uma [email protected]

Com tudo isso em mente, agora você já sabe o que o/a aguarda no mercado de trabalho no futuro. Essas mudanças são todas muito bem-vindas se você souber como aproveitá-las. Para isso, basta se aprimorar constantemente e saber dançar conforme a música!

Se você gostou deste artigo, então aproveite e o compartilhe com seus/suas [email protected] nas redes sociais para que eles/as também fiquem por dentro das novidades que @s aguardam no futuro!

Category:
  Mercado de Trabalho

Comente

Informe seu e-mail para enviar seu comentário.