Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior - 0800 730 7766

Quantas vezes você já ouviu dizer que o mundo de hoje muda muito rápido? Apostamos que foram inúmeras. Essas transformações em alta velocidade são uma característica básica da sociedade atual, e elas têm um papel tão central que alguns teóricos definem os nossos tempos como a “modernidade líquida”.

Neste contexto, em que um dia nunca é igual ao outro, saber como navegar esse mar é fundamental para conseguir se manter relevante para o mercado de trabalho e para a própria sociedade. Para isso, um conceito muito importante é o da disrupção.

Quer saber o que é disrupção e como ela pode fazer parte da sua vida? Então está no lugar certo! Boa leitura!

Mas o que é disrupção?

Apesar de ser um verbete muito comum atualmente, muitas pessoas ainda não sabem bem o que essa palavra quer dizer. É simples: disrupção é uma inovação radical. Ela acontece quando surge no mercado um produto ou serviço tão diferente do que já existia antes que desestabiliza todo o funcionamento das coisas.

Ao contrário das inovações incrementais e arquiteturais — que só acrescentam alguma característica nova ao que já existia ou melhoram alguma funcionalidade — a inovação disruptiva é um processo de mudança drástica. Ela “chacoalha” a realidade e deixa tudo em uma posição diferente de antes. Uma boa imagem para isso é um caleidoscópio. Quando você move o brinquedo, cada imagem é completamente diferente da outra.

As últimas décadas estão cheias de exemplos de inovações disruptivas, provocadas principalmente pela chegada e pelo aumento de abrangência das novas tecnologias. O smartphone é um deles. O acesso à internet que ele permite 24 horas por dia mudou uma série de coisas —  a forma como nos relacionamos, compramos e consumimos lazer e entretenimento mudaram devido a esse aparelho.

Outro exemplo é o surgimento do Airbnb. A plataforma revolucionou o mercado do turismo, possibilitando a entrada de muitos novos participantes nesse segmento. De um lado, mais pessoas passaram a viajar, com a possibilidade de hospedagens mais baratas; de outro, muitos passaram a oferecer serviços de alojamento local, incentivados pela simplicidade do método fornecido pela plataforma.

Como usar a disrupção no ensino superior?

Mas não é só o mercado de bens de consumo e serviços que é afetado pela disrupção; esse tipo de inovação também tem uma relação íntima com a educação. Uma das maiores críticas ao modelo tradicional de ensino é o fato de ele ser exatamente o mesmo há séculos. Mas, para a escola acompanhar o restante da sociedade, esse é um aspecto que precisa mudar — e urgentemente.

As instituições de ensino de hoje têm a responsabilidade de formar cidadãos que saibam navegar nesse mar da modernidade líquida, no qual as coisas mudam a cada dia. É preciso ensinar as pessoas a conviverem com a disrupção e a tirarem proveito dela para prosperarem no mercado. E, é claro, também é preciso ensinar como ser o agente de inovação e o pivô das transformações.

A resposta para isso tem sido encontrada em modelos disruptivos de ensino. Os nanodegrees — cursos de especialização de curta duração e voltados para o mercado — são uma ferramenta usada para dinamizar o ensino. As faculdades mais modernas também apostam em modelos que privilegiam o protagonismo do aluno, nos quais o próprio estudante traça a sua trilha de aprendizado.

Esse tipo de metodologia empodera o aluno e o capacita para a tomada de decisões — algo que será muito frequente em sua vida no mercado profissional. Fazendo as escolhas sobre sua formação acadêmica, o estudante vai desenvolvendo também habilidades como o estudo de riscos e a chamada accountability — ou se tornar responsável pelas suas escolhas, sabendo lidar com as consequências.

Muito mais do que fazer as matérias da faculdade e aprender conteúdos técnicos, os alunos têm uma formação para a vida.

Há cursos disruptivos no Brasil?

A Fappes é uma das universidades mais disruptivas do país. Com seu sistema de bloxes, que podem ser cursados de acordo com a necessidade e os interesses de cada aluno, a instituição subverte a lógica das grades curriculares fechadas e rígidas.

Para quem deseja se aprofundar mais ainda na aplicação da disrupção no dia a dia, há o curso Liderança e Inovação Disruptiva. Trata-se de um curso de extensão para os profissionais que desejam entender melhor as mudanças pelas quais a sociedade e o mercado estão passando e querem compreender como fazer parte dessa onda de transformação, inovando também em suas atividades profissionais diárias.

A formação é voltada para pessoas que desejam se tornar líderes atuais, com conhecimentos sobre temas que estão na ordem do dia, como as criptomoedas, a internet das coisas e o conceito de liderança fluida. Também atende muito bem organizações que precisam inovar mais em sua forma de atuação.

E não podemos deixar de fora os empreendedores que desejam criar negócios disruptivos e capazes de se manterem relevantes, mesmo em uma sociedade de transformações rápidas. O curso promove uma nova visão sobre a inovação, permitindo ao aluno se antecipar a elas e saber como navegar nas tendências.

Os estudantes terão acesso a conteúdos que permitem entender a complexidade social e a do mercado. São abordados pontos como o cenário e o contexto socioeconômico, os conceitos de inovação e disrupção, quais são os desafios que os profissionais enfrentam hoje em dia, como criar negócios voltados para a organização e como criar uma cultura inovadora nas organizações.

Com isso, são desenvolvidas competências como o senso crítico e a capacidade de pensar de forma analítica e independente, a sensibilidade para adotar uma visão empática e de compaixão em relação aos outros, e a visão, para que o aluno consiga ter uma percepção mais abrangente das situações e consiga criar cenários de ação.

Dinâmico, esse curso tem um formato único no país. Os alunos aprendem tópicos de extrema relevância para os dias de hoje, além de terem uma orientação prática, que permite que os conhecimentos sejam aplicados no dia a dia profissional. Essa visão desenvolvida pela formação, certamente, pode ser o diferencial de mercado para os profissionais.

Mais que um curso para ensinar conteúdos, trata-se de um laboratório para desenvolver um mindset voltado para a inovação disruptiva e para a absorção das transformações sociais. Assim, os alunos são capazes de se apropriar dos conhecimentos e das habilidades vistas em sala de aula e aplicá-los em diferentes contextos de suas vidas.

Agora que você já entendeu o que é disrupção, acha que está pronto para ser um agente de inovação no seu meio? Entre em contato com a gente e venha fazer parte desta rede!

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Taxa de Inscrição Vestibular Futuro Executivo

R$25,00

O Programa Futuro Executivo da Fappes Blox foi feito para te transformar. Ele diz respeito a uma graduação em Administração com uma série de benefícios para mudar suas atitudes, comportamentos, suas visões empreendedoras e de mundo! Está pronto para transformar sua vida?

Fazendo o Programa Futuro Executivo você tem direito a um curso no Canadá, na McGill University durante um mês! Um curso de inglês e sessões de Coaching também entram na lista VIP das inúmeras vantagens do Programa. Nós da Fappes Blox acreditamos que a educação vai além de um diploma. E você?