O ensino tradicional funciona pra você?

By Virgínia Terra 1 ano ago

Todo mundo sabe que a maioria das instituições de ensino funcionam com métodos muito parecidos, um tanto quanto arcaicos – não é a toa que são chamados de “ensino tradicional”.

Você pode perceber que tudo que está ao nosso redor evolui, menos a educação. Esse tal ensino tradicional nos acompanha desde que mundo é mundo. Mas por que isso acontece? Certamente a educação também é passível de mudanças e aprimoramentos, então o que impede as instituições de ensino de inovarem seus métodos?

O que a maioria não sabe é que, de fato, existem outros tipos de metodologias de ensino, mas ainda não são muito utilizada. Aqui na FAPPES, entretanto, nosso parâmetro é a Metodologia Ativa, que coloca os alunos como principais agentes de seus aprendizados.

Muitas pessoas dizem não se adaptar com o ensino tradicional por conta da sua “autoridade” como método educacional, uma vez que as instituições de ensino que o utilizam detém a informação, trabalham com disciplinas fragmentadas e aplicam avaliações que exigem memorização. As aulas, inclusive, são apenas uma transmissão da informação, limitando todo o processo à comunicação “professor → aluno” , que não são capazes de trocar informações para aprimoramento de ambos.

Se você ainda não tem certeza se os métodos tradicionais são pra você, preparamos algumas perguntas para te ajudar a descobrir: você tem sono nas aulas? Algumas matérias você não suporta nem assistir a aula? O professor não leva as suas escolhas em consideração – e você se incomoda com isso? Você gostaria de ter aulas mais dinâmicas e práticas? Você se daria melhor com avaliações que não exigissem memorização e não levassem só o conteúdo em consideração?

Se todas as suas respostas foram “sim”(ou pelo menos a maioria), então certamente você não se encaixa no perfil de ensino tradicional! Clique aqui para saber mais sobre a Metodologia Ativa e… boa sorte com as suas escolhas! 🙂

 

Luíza Caricati – Jornalista

Category:
  FAPPES

3 Comentários

  • Lauro Marinho says:

    A educação, desde a pré-escola até a pós-graduação, deve estar orientada para o fortalecimento da autonomia pessoal. Ensinar e treinar ao aluno na pesquisa, análise e discussão de informações é o único caminho para promover seu real desenvolvimento. Excelente post!

  • Adriana Faria says:

    Isso é verdade, os métodos são bem parecidos de uma escola para outra. Um dos exemplos são os cursos de inglês, eu já tentei aprender inglês mais de 5 escolas diferentes, e hoje estou aprendendo online com um método maravilhoso, aprendi em 1 mês o que não aprendi em 1 ano em outras. Obrigada pelo conteúdo.

  • Lígia says:

    Conheço muita gente que sai das Faculdades “burra”. Porque a metodologia tradicional não está funcionando. Claro, existe sim exceções, alunos que nem estudam e querem se formar com uma boa estrutura, mas tem outros que realmente se empenham, mas ‘memorizam’ funções, mas não aprendem realmente. O que estamos formando?

Comente

Your email address will not be published.