O que você vai aprender sobre finanças no curso de Administração?

By Comunicacão FAPPES 3 semanas ago

Descobrir sua própria vocação e encontrar um curso superior que atenda todas as suas necessidades não é uma missão fácil. É por isso que muit@s estudantes com perfil empreendedor ou vontade de atuar na área dos negócios estão sempre tão chei@s de dúvidas.

@s que desejam estudar Administração podem ser as pessoas que mais sofrem com essas incertezas. Já que o curso é tão abrangente, fica um pouco difícil saber como as matérias de interesse serão exploradas dentro da grade curricular.

Neste post, você vai descobrir o que poderá ser aprendido sobre finanças no curso de Administração para acabar com todas as suas dúvidas e te ajudar a fazer a escolha certa para seu futuro. Vamos lá?

O que será estudado na área de finanças

Como você já deve imaginar, se existe uma coisa que tod@ alun@ deve aprender na faculdade de Administração é lidar com dinheiro. Isso acontece porque a realização de investimentos ou aplicações, bem como o gerenciamento geral das finanças de uma empresa fazem parte da rotina de muit@s profissionais dessa área.

Por esse motivo, a maioria das instituições de ensino inclui alguns conhecimentos específicos sobre finanças no curso de Administração em sua grade curricular, como:

  • decisões de financiamento, investimento e dividendos;

  • formação das taxas de juros;

  • formas de capitalização;

  • gestão do capital;

  • tributações;

  • sistemas de amortização;

  • tabelas financeiras;

  • softwares financeiros;

  • análise econômica e financeira de empresas;

  • gestão financeira internacional.

Como era de se esperar, a matemática também não fica de fora desse currículo. Para discutir o valor que o dinheiro assume em diferentes cenários, os números também podem aparecer entre as matérias em forma de estatística, funções, precificações e cálculo financeiro.

Conceitos tanto básicos quanto avançados nas áreas de empreendedorismo, economia e educação financeira também podem abordados durante o curso, para garantir uma formação mais completa e integrada sobre os mercados nacionais e internacionais.

Diferenças entre Administração e Gestão Financeira

Não é possível afirmar que o conteúdo que será aprendido sobre finanças no curso de Administração é totalmente distinto do que será estudado em um curso de Gestão Financeira. Afinal, @s profissionais graduad@s nessas duas áreas compartilham muitas aptidões em comum.

O problema está em concluir que os dois cursos são praticamente a mesma coisa ou que um deles já está incluído dentro da grade curricular do outro. Não se deixe enganar: há uma clara distinção entre os perfis d@ administrador/a e d@ gestor/a financeiro.

Muitas vezes, ess@s dois/duas profissionais trabalharão junt@s ou até disputarão o mesmo cargo dentro de alguma organização, como as vagas destinadas a análise de mercado, aquisições ou fusões de empresas. No entanto, as diferenças começarão a aparecer dentro daquelas funções que exigem mais conhecimentos específicos de um campo ou outro.

Isso acontece porque @ administrador/a pode circular e tomar decisões em praticamente todas as áreas de uma empresa (desde os recursos humanos até o setor de marketing). Essa atuação é diferente da d@ gestor/a, que, apesar de também conhecer toda a organização, tem a atuação restrita no âmbito financeiro.

Para uma análise de créditos ou demonstrativos contábeis, por exemplo, @s gestor@s financeir@s são mais procurad@s, já que se tratam de funções diretamente ligadas à sua especialidade. Mas, da mesma forma, um/a administrador/a pode ser mais requisitad@ nas áreas de relações públicas ou logística.

Um dos principais motivos para essas distinções existirem pode ser compreendido pela grade curricular de cada curso. Mesmo que ambos abordem questões financeiras avançadas nas instituições de ensino, o aprendizado de caráter administrativo costuma ser mais voltado para a parte prática, enquanto o conteúdo da Gestão Financeira inclui tópicos mais reflexivos ou teóricos.

Também é importante relembrar a flexibilidade que @ administrador/a possui em comparação com @ gestor/a devido à grande abrangência do conteúdo — que é normalmente ensinado em um curso dessa área. @s alun@s de Administração podem ter aulas sobre marketing, propaganda, recursos humanos, economia criativa, antropologia, desenho, sociologia e até direito.

As escolas que garantem a autonomia d@ alun@

Apesar da versatilidade do curso de Administração e sua imensa quantidade de conhecimentos oferecidos, muit@s estudantes não têm interesse em apenas enxergar todas as áreas de um negócio de forma integrada, mas sim se aprofundar em uma determinada função específica dentro daquele conteúdo.

Diante dessa demanda, muit@s especialistas levam em conta a importância do protagonismo d@ alun@ para seu próprio aprendizado, abordando a metodologia ativa como uma maneira eficaz de incentivar o pensamento crítico e a reflexão. Nela, @ estudante é tão responsável quanto @ professor/a pelo próprio aprendizado, em vez de ser vist@ apenas como um/a mer@ receptor/a de informações.

Pensando nessa nova realidade, muitas instituições tradicionais começaram a debater sobre a flexibilização do currículo escolar (vide a proposta feita pelo Ministério da Educação para o ensino médio) e reconhecer que a maioria d@s estudantes se sente desconexa da realidade ao explorar temas que possuem pouca aplicabilidade em sua futura carreira ou vida pessoal.  

Sendo assim, diversas faculdades e universidades pretendem inovar o ensino brasileiro, oferecendo versatilidade e autonomia ao personalizar as opções de ensino para quem quer aprender de uma maneira mais atualizada e produtiva.

O Blox é um exemplo desses sistemas educacionais que contrariam o ensino tradicional e arcaico, porque permite que @ alun@ escolha quais disciplinas estudar, seguindo suas prioridades e critérios. Além disso, é possível criar a própria jornada de aprendizado fazendo uso de diversos elementos gamificados.

Isso significa que, se alguém deseja estudar Administração, por exemplo, mas possui um interesse maior em finanças, pode seguir essa linha e dispensar as matérias com as quais não se identifica ou não vê utilidade para sua futura carreira profissional, se assim desejar.

Com esse avanço, é possível concluir que a disciplina de finanças no curso de Administração poderá ser mais abrangente ou restrita a apenas alguns conceitos específicos, conforme as necessidades individuais de cada estudante. Isso também será possível para qualquer área dentro dessa especialização (matemática financeira, economia, saúde financeira e fluxo de caixa, etc.).

Gostou deste post? Agora que você já sabe mais sobre a grade curricular da Administração, aproveite para descobrir o que esse curso pode ensinar para futuros empreendedores e não pare de aprender!

 

Categories:
  Blog, FAPPES, Finanças, Gestão do tempo

Comente

Your email address will not be published.