Dica do Professor: Cheguei aos 40! Como está minha carreira?

By Comunicacão FAPPES 3 anos ago

Como headhunter e coach executivo tenho oportunidades incríveis de conhecer e conversar diariamente com profissionais de diversas faixas etárias e áreas de atuação. Muitos executivos com quem converso me questionam com muita preocupação se realmente há “vida” no mercado de trabalho após os 40 anos de idade. Hoje temos no mesmo ambiente corporativo praticamente a união de 03 gerações, os Baby Boomers, a geração X e a Y, já imaginaram o caos de lidar com tantos anseios diferentes? Então porque o mercado torna-se tão fechado e restrito ao longo da carreira e o que dirá para os acima de 50 anos?
Realmente o mercado de trabalho está cada vez mais restrito, existem momentos que parece que não haverá esperança de uma recolocação, a concorrência é desleal quando temos que nos destacar perante os mais jovens. A ansiedade toma conta e um sentimento de incompetência e inutilidade domina nossos passos. Será que não há solução? Francamente? Sempre há solução! Eu tenho certeza que acima dos 40 anos, você mesmo é a pessoa que melhor conhece as funções que exerceu ao longo da sua carreira. Nessa fase, temos muito mais claro o que queremos para nosso futuro ou ao menos sabemos com certeza quais experiências não desejamos para nossas vidas.
Primeiramente, jamais considere-se fora do mercado de trabalho. Manter-se atualizado e atitudes dinâmicas são fundamentais em qualquer etapa da carreira. A vantagem é que agora você tem experiência, bagagem de vida! Isso a geração Y não tem! Existe uma escassez de mão de obra capacitada, portanto os profissionais acima dos 40 anos voltaram a ser disputados pelo nosso mercado. Muitas empresas descartaram executivos extremamente competentes, ativos e preparados na expectativa do trabalho revolucionário da juventude e sabe o que descobriram? Que muitos jovens confundiram o conceito de trabalhar com paixão pelo que se faz, com a falta de comprometimento com os resultados corporativos. Logo, resiliência não existe pois no primeiro desafio ou pressão corporativa, muitos deixam seus empregos de forma totalmente descompromissada. Sem falar da gestão de pessoas e da pressão por rápidas promoções. Os jovens por natureza são inovadores, ousados e lotados de energia, mas por outro lado falta experiência prática, maturidade e estabilidade. Por isso muitas empresas apostam na mescla do time.
Segue alguns fatores que acho importante cuidar ao longo de toda a carreira que irá garantir sucesso profissional sempre:
– Conscientize-se que o mercado se interessa pela sua energia e pelo seu poder de realização. O mercado está de olho nas atividades que você realizou, nos relacionamentos que você cultivou, as competências que você desenvolveu e seu dinamismo.
– Sabe o famoso networking? Então, ele realmente é muitíssimo importante. Faça parte das redes sociais, crie um blog, participe deste mundo tecnológico da velocidade de informações! Mas mais importante do que quem você conhece, é quem realmente te conhece e lembra de você profissionalmente. E saiba, o fato de você estar conectado seja no Linkedin ou qualquer outra rede social não estabelece o verdadeiro networking. O mundo virtual é muito útil e importante mas por vezes superficiais nas relações.
– Confie em si mesmo e na vivência que você ganhou ao longo de sua carreira. Acredite na sua capacidade de realização pois os anos nos trazem muito aprendizado e com certeza teremos sempre muito a oferecer e compartilhar. Procure estar aberto aos aprendizados com as pessoas mais jovens, se sinta e faça parte do time, afinal somos
jovens aos 40!
– Mantenha-se atualizado. Faça cursos, acompanhe as necessidades do mercado de trabalho, atualize-se com uma pós-graduação ou estudo de outros idiomas. O inglês continua sendo uma ferramenta essencial, domine a informática.
– Mercado de trabalho e carreira não significam ter carteira assinada. Você pode buscar vagas em empresas de pequeno porte, pois as vezes não possuem estrutura para investir no desenvolvimento de um profissional recém-formado. De qualquer maneira, procure flexibilizar sua contratação pois as vezes os profissionais são descartados por serem considerados caros. Demonstre disponibilidade para atuar como prestador de serviços, já que não sairá tão caro a oportunidade para os empregadores reduzirem custos com encargos sociais, contratando-o por projetos pontuais e ainda contribuirá com toda sua experiência.
– Outra opção é optar pelo mundo do empreendedorismo. Tenha um negócio próprio e você estará inserido no mercado de trabalho com atuação independente.
– Uma das coisas principais, cuide da aparência e de sua saúde! Faça checkups periódicos! O efeito de tempo existe, portanto pratique exercícios físicos, cuide de sua alimentação. O estado harmônico entre corpo físico e do corpo mental é fundamental para manter a auto estima, uma energia alta mantem a motivação e atrai coisas boas.
Todos nós passamos por estes ciclos profissionais e precisamos estar atentos na construção de nossa carreira. E você, o que pensa deste assunto? O mercado está preparado para você? Ou você está preparado para o mercado?

 

Professora Irina Bezzan é especialista em Gestão de Pessoas 

Category:
  Sem categoria

Comente

Informe seu e-mail para enviar seu comentário.